Arquivo mensal: julho 2014

Leonardo DiCaprio em 10 tempos

Leonardo Wilhelm DiCaprio  nasceu em 11 de novembro de 1974 (39 anos) em Los Angeles ( EUA).

Critters2 (1991)

Critters (1993)

GILBERT GRAPE (1993)

GILBERT GRAPE (1993)

ROMEU E JULIETA 1996

ROMEU E JULIETA 1996

TITANIC 1997

TITANIC 1997

Gangues de Nova York (1998)

Gangs-of-New-York-1998

O AVIADOR ( 2004)

O AVIADOR ( 2004)

DIAMANTE DE SANGUE (2006)

DIAMANTE DE SANGUE (2006)

ILHA DO MEDO( 2010)

ILHA DO MEDO( 2010)

JANGO LIVRE (2012)

JANGO LIVRE (2012)

O Grande Gatsby (2013)

O Grande Gatsby (2013)

Anúncios

Não resisti

As Sete Máscaras da Morte com o lendário Vincent Price

Muito antes de Seven (1995, direção de David Fincher) ser lançado, Vincent price já fazia o papel do serial killer ( matador em série) em As Sete Máscaras da Morte (1973, Douglas Hickox). O filme protagonizado por Price pode até não ter alcançado o mesmo sucesso da trama estrelada por Brad Pitt na década de 90, porém encontrei alguns pontos em comum entre os dois, apesar das décadas que o separam.

A primeira delas é fazer com que o público acompanhe os passos de um serial killer que escolhe suas vítimas a partir de um ponto em comum. Em Seven, os assassinatos tem como referências os sete pecados capitais (gula, inveja,preguiça, ira, soberba, avareza e luxúria). Em as Sete Máscaras da Morte, price é Edward Lionheart, um ator recalcado que perdeu o prêmio mais importante de sua vida para um ator iniciante e resolve se vingar dos sete críticos que o desprezaram. Suas últimas peças teatrais são a inspiração para os assassinatos.
images
Uma das cenas de Seven inclusive parece ter sido copiada de As Sete Máscaras da Morte em que um homem é condenado a morrer de tanto comer. No filme de Price, a cena é mais grotesca ainda. Edward Lionheart ( notem o sobrenome, coração de leão)  obriga um dos críticos a comer uma torta indigesta feita com os dois cachorrinhos de estimação do pobre homem. E depois para terminar sua vingança, injeta comida goela abaixo do gordinho, assim como é feito com os pobres perus de natal para engordarem.

SEVEN

SEVEN

Uma outra cena de As Sete Máscaras me remeteu a um outro filme que foi lançado um pouco antes, em 1972, O Poderoso Chefão. A famosa cena em que uma cabeça de cavalo ensanguentada é colocada na cama de um dos desafetos de Don Corleone. No filme de Douglas Hickox, não é a cabeça de um cavalo que é cortada e sim a de um dos críticos das peças de Edward Lionheart . A esposa do homem assassinato é quem acorda suja de sangue com a desagradável surpresa.

As Sete Máscaras da Morte assusta claro, mas ás vezes tem uma certa pitada de humor, com cenas meio toscas. Claro que o filme foi feito há quarenta anos atrás e isto talvez explique. Vincent Price, ao contrário de Brad Pitt, nunca foi galã e sua cara  ás vezes assusta, mas as vezes causa uma certa graça.

download

Indico os dois filmes, ambos são garantia de um cinema de qualidade, com ótimos roteiros. E para quem quiser conferir a pequena, mas brihante última participação de Price nas telonas, é só assistir Edward Mãos de Tesoura, de Tim Burton (1990). Price faz o papel do criador do Frankestein moderno interpretado por Johnny Depp. O rei do terror morreria três anos depois, em 1993, aos 82 anos de idade.

Edward-Scissorhands-vincent-price-833644_580_400

Vincent Price em Edward Mãos de Tesoura

download (1)

Ao lado de Johnny Depp

Ps: Agradeço ao meu marido Edgar por me apresentar ao maravilhoso e assustador mundo de Price.

Winona em 10 tempos.

Winona Rider ( Winona Laura Horowitz)
Local de Nascimento- Minnesota ( EUA)
Idade: 42 anos 
 
Confiram as transformações da atriz em dez  filmes. 
 

 

Filme Lucas (1986)

Filme Lucas (1986)

Square Dance (1987)

Square Dance (1987)

A volta de Roxy Carmichael (1989)

A volta de Roxy Carmichael (1989)

Edward Mãos de Tesoura (1990)

Edward Mãos de Tesoura (1990)

  Drácula de Bram Stoker (1992)

Drácula de Drácula de Bram Stoker (1992)

Adoráveis Mulheres (1994)

Adoráveis Mulheres (1994)

Garota Interrompida (1999)

Garota Interrompida (1999)

A Herança de Mr. Deeds (2002)

A Herança de Mr. Deeds (2002)

Cisne Negro (2010)

Cisne Negro (2010)

The Iceman ( ainda não lançado no Brasil) - 2013

The Iceman ( ainda não lançado no Brasil) – 2013

Uma ex BBB na cozinha…

Olá! Há algum tempo atrás  escrevi um post a respeito da minha indignação com o fato de a ex BBB e milionária Fernanda Keulla ter ganhado um programa na Rede Globo. Naquela época o program ainda não tinha estreado, então para desencargo de consciência  eu fui dar uma  espiadinha (sem trocadilhos) no desempenho da moça diante das câmeras ( desta vez câmeras não escondidas ).

Constatei o que eu já imaginava: Fernanda apresentando um programa de culinária convence tanto quanto eu convenceria apresentando um programa sobre física quântica. Acredito que o principal problema é que ela ao tentar fugir do óbvio acabou entrando numa roubada. Explico: sendo a jovem bonita, corpão e uma ex BBB, a grande maioria das pessoas poderia achar que ela apresentaria um programa sobre beleza, moda, maquiagem e até mesmo um bate papo com celebridades no melhor estilo Estrelas comandado por Angélica.

Mas não, nos enganamos. Fernanda optou por fugir do esteriótipo de garota bonita e um tanto quanto lerda que ela fez questão de construir quando participou do reality do Pedro Bial.  Talvez por isto  tenha optado por um programa de culinária mesmo não tendo a menor intimidade com o assunto. Não que estes programas sejam novidades, existem milhares por aí, mas é que não seria tão óbvio para o público.

Mas a impressão que tive ao assistir seu programa é que a moça é daquelas que não sabe fazer um ovo frito ou um macarrão instantâneo. Fernanda praticamente não toca na comida, é apenas um expectadora em seu próprio programa de TV.  Quem faz todo o serviço é o convidado. Ela se limita apenas a fazer perguntas muitas vezes idiotas. Fico olhando  a cara do convidado e imaginando o que ele está pensando: ” Que pergunta mais imbecil”!

O figurino da moça é outro caso  a parte. Keulla apresenta um programa de culinária em impecáveis saias e vestidos tão curtos e justos no corpo que fica difícil até para ela se movimentar no cenário. Afinal seria um crime estragar o visual da moça colocando um avental ou uma touca para evitar que seus lindos cabelos loiros caiam na comida. Mas isto tudo  pode ser uma jogada de marketing, um chamariz, afinal não há como negar que Fernanda é sim muito bonita tanto de corpo quanto de rosto.Mas eu duvido que apesar disto algum marmanjo vá perder tempo aprendendo a fazer quitutes só para ver os atributos físicos de Fernanda alavancando assim a audiência. Sugiro então que a  ex BBB  faça um estágio intensivo com Ana Maria Braga, que apesar de ser muito criticada e pagar  muitos micos na telinha, continua firme e forte há quase 15 anos na Globo. Ana Maria não tem mais a jovialidade e a beleza de Fernanda, mas é do tipo forno e fogão, coloca a mão na massa literalmente. Outra a quem a mineira deveria pedir conselhos é para a mais simpática cozinheira brasileira, nossa querida Palmirinha que de tão gracinha faz o maior sucesso na internet. Pode ser que eu queime minha língua ( sem trocadilhos novamente) e Fernanda daqui há algum tempo esteja bem mais desenvolta e consiga inclusive preparar pratos muito elaborados de deixar Claude Troisgros morrendo de inveja e recalque. Porém eu acredito que se ela não melhorar sua performance, em breve e mais cedo do que imagina, estará dando adeus aos seus pratos e panelas!

b541795f99e47dabc4287db9b6b947e189a414b4 bloco_1.still007 download (1)

images (2)

Fernanda provando um de seus deliciosos quitutes

Fernanda provando um de seus deliciosos quitutes

images (4)

As mestras

As mestras

 

E lá se vão três anos de A vida é um Filme

 

Olá!

Tão distraída que sou nem vi o tempo passar. E hoje me toquei que em junho o blog completou três anos e para minha surpresa o único mês em que deixei de publicar um post foi em outubro do ano passado. Mas tem uma justificativa! Eu estava tendo ataque de noiva e enlouquecendo com os últimos preparativos para meu casamento que aconteceu no dia 19 daquele mês.

A Vida é um Filme foi criado para um trabalho da faculdade,mas hoje percebo que ele ele se tornou muito mais que isto. Meu blog é uma forma de fazer uma das coisas que eu mais gosto, escrever! Aqui neste espeço eu posso falar a respeito de tudo, filmes, fatos e outras coisas. Posso chorar minhas pitangas sem medo de ser julgada.

No início eu fazia uma pergunta, o nome do blog trazia uma interrogação no final. Mas aos poucos eu fui me convencendo de que a vida é um filme mesmo, cheia de drama, comédia, suspense e porque não uma dose de terror?!

E vocês não sabem a alegria que tenho com minhas pequenas vitórias. Pequenas talvez em um universo em que os blogs mais bombados conseguem milhares de chiques todos os dias. Eu fico feliz com minhas ainda poucos  visualizações, meus ainda poucos mas extremamente significativos comentários dos leitores. Comentários de pessoas que fizeram a gentileza de perder um tempo do seu precioso dia para compartilhar sua opinião comigo.

E o que dizer de uma garota chamada Beatriz que  escreveu me elogiando e ainda dizendo que eu a inspiro a ser jornalista mesmo com todo meu chororô em afirmar que esta área é muito difícil para conseguir emprego e coisa e tal? Beatriz em toda sua esperança adolescente é um incentivo para que eu continue,  para que eu não desista nunca e que não sonhe apenas com fama e dinheiro, coisas boas, não vou negar, mas que não são tudo na vida.

Então hoje eu compartilho este parabéns com vocês meus fiéis leitores. E que venham mais posts, mais leitores e mais comentários.

Obrigada!

 

Feliz Aniversário!

Feliz Aniversário!

 

Jovens e vingativas bruxas

Olá!

Há dezoito anos atrás, mais precisamente em 1996 estreava o filme Jovens Bruxas com uma temática bem interessante que vai além da azaração entre meninos e meninas. Quatro adolescentes se envolvem com bruxaria e usam seus conhecimentos e “poderes” para se vingarem  das brincadeiras cruéis dos colegas de escola. Nancy, Rochelle e Bonnie.Cada uma convive com suas frustrações e medos.

Sarah a recém chegada a escola sofre com o desprezo de uma garoto que espalha para a escola toda que os dois fizeram muito mais que trocar um  beijinho inocente. A vingança de Sarah:após descobrir seus poderes de bruxa? fazer o garoto se apaixonar por ela e virar um fantoche em suas mãos.

Nancy– A mais engajada e debochada das bruxas adolescente ela  sofre nas mãos do padastro bêbado e tarado. A vingança de Nancy– Usar seus poderes para fazer o homem ter um ataque do coração. Ela e a mãe ainda ganham uma nota de um seguro feito pelo cara  na empresa em que trabalhava,compram uma lindo apartamento, deixando para trás a velha casa cheia de goteiras em que moravam.

Rochelle–  A garota sofre nas mãos de uma colega loira e racista que vive pegando no seu pé. Em uma das cenas, a garota mostra toda sua crueldade ao dizer a seguinte frase: ” Acho que tem um pelo pubiano na minha escova de cabelo. Não, é só um fio de cabelo pixaim da Rochelle!”. Ao ser questionada por Rochelle do porque das atitudes contra ela, a garota simplesmente diz:” Não gosto de negróides”. A vingança de Rochelle: através de um feitiço deixa a loira racista careca! Em uma das cenas porém a menina mostra certo arrependimento ao ver sua rival chorando no banheiro e dizendo que seu cabelo não para de cair.

Bonnie– A menina sofre com queimaduras nas costas que se não me falha a memória não são explicadas no filme. Após vários tratamentos dolorosos ela consegue com a ajuda da bruxaria se livrar das cicatrizes. A garota queria segundo suas  próprias palavras voltar a ser bonita por fora e por dentro. Bonnie é a única do quarteto que não usou seus poderes para se vingar de ninguém.

Se a gente for parar para pensar, talvez a motivação das meninas bruxas seja até legítima, afinal, foram vítimas antes de atacarem. Mas o filme nos deixa uma lição moral de que não vale a pena se vingar das pessoas e no final, o grupo é desfeito. A única que ainda fica com poderes é Sarah que descobre que é uma legítima bruxa pois é descendente de uma. Bonny e Rochelle perdem seus poderes e voltam a ser adolescentes comuns. Mas quem termina mal mesmo é Nancy, louca, internada em um manicômio.

E você? Acha justificável a vingança das garotas? Valeu a pena?

Curiosidades: Em Jovens Bruxas podemos ver Neve Campbel ( Party of Five) no papel de Bonnie e Robin Tunney ( da série O Mentalista) interpretando Sarah. Embora no filme  fizessem papel de adolescentes elas tinham entre 22 e 30 anos. Isso mesmo! Rachel True que fazia o papel da Rochelle já era uma balzaquiana, mas convencia no papel de uma colegial. Conservada a garota né? Outro ator que dava uma de adolescente era Breckin Meyer que ficou conhecido no filme As Patricnhas de Beverly Hills em que fazia o papel do skatista noiadinho que fica com a Thai, vivida por Brittany Murphy. Lembram? Na época do filme, o ator tinha 22 anos.

download (4) download (2) download (3)images (3)

 

 

 

O comercial da Sadia refeito. Agora sim!

 

Essa versão eu gostei!!!! Merece um prêmio!!!

 

Campanhas publicitárias. Amando e odiando…

Olá!

Hoje quero falar de publicidade. Aliás, muitas pessoas dizem que existe uma rivalidade entre publicitários e jornalistas. E existe sim, viu! Nós jornalistas somos engajados, queremos um mundo melhor, menos opressor, mais igualitário enquanto os publicitários só querem vender coisas aumentando ainda mais as desigualdades deste mundo capitalista!

Calma gente! É brincadeirinha, nós amamos os publicitários! (brincadeirinha, mas sempre com um fundinho de verdade).

A propaganda brasileira está entre as melhores do mundo, não há como negar, sendo diversas vezes premiadas despertando o orgulho nacional. Campanhas feitas há bastante tempo continuam no imaginário de muita gente. E os jingles? Como não lembrar de: ” Pipoca na panela, começa a rebentar… pipoca com sal, que sede que dá… Pipoca e guaraná que programa legal… só eu e você e sem piruá…”. Demorei anos para entender que cantavam piruá, eu achava que era : só eu e você e sempre no ar! ( que lerda!)

As musiquinhas que grudavam na cabeça fizeram tanto sucesso no passado que recentemente a Sadia tentou revisitar esta técnica em um de seus comerciais. Uma musiquinha simpática toca enquanto alguém ( só mostra a mão da pessoa) passa margarina Qualy( a margarina oficial da seleção brasileira!) no pão e em outras guloseimas. Identifiquei na hora com comerciais antigos. Mas acredito que o comercial não fez o sucesso esperado e não conseguiu derreter ( que nem manteiga na panela quente) os corações dos saudosistas.

Alguns comerciais são tão óbvios que chegam a ser chatos. As propagandas de carro por exemplo. Salvo raríssimas exceções, mostram o automóvel ( não tem como fugir, tem que mostrar mesmo) sendo dirigido por alguém fantasma,ou então colocam a família toda dentro ou os melhores amigos. Para os mais esportistas, muita aventura na montanha ou na selva, com o carro todo sujo de barro. Para a família, criancinhas lindinhas sorrindo enquanto o paizão todo orgulhoso dirige o carro. Melhores amigos fazendo peripécias ao volante também são bem vindos. E para entrar ainda mais no clima da Copa, ontem vi um comercial que trazia um carro mais uma vez sendo dirigido por um motorista fantasma passeando entre criancinhas jogando futebol. Muito propício para o momento.

Uma vez ou outra porém as propagandas de carro conseguem acertar e conquistar alguma simpatia da minha parte. Achei legal um comercial recente com a música da Cindy Lauper, Girls Just Want To Have Fun. Bem legalzinho. Agradou saudosistas com a música anos 80 e jovens que nem eram nascidos na época em que foi lançada.

Propagandas de desodorante costumam ser até divertidas, mas recentemente eu fiquei preocupada com a possibilidade de acontecer alguma tragédia. Uma marca pedia aos torcedores brasileiros que enviassem videos cometendo loucuras  #pelo futebol. Fiquei imaginando algum doido se jogando de um prédio e mandando o vídeo para o Neymar. E não estou sendo irônica aqui não, achei a propaganda irresponsável mesmo. Tem doido para tudo nesta terra, vai saber.

Agora não existe comercial atual que me cause mais ódio do que a campanha da Sadia #joga pra mim com um bando de criancinhas pedindo aos nossos heróis de chuteiras que tragam o caneco. Seria muito melhor colocarem o simpático franguinho do que aqueles pirralhos pedindo de forma egoísta para os jogadores da seleção brasileira esquecerem os adultos e jogarem só para eles. Como assim esquecer milhões de torcedores? Eu que já vi o Brasil ganhar duas copas do mundo achei um absurdo. Vamos compartilhar  crianças, não sejamos egoístas. Por causa disso, quem não é criança podia   boicotar os produtos da Sadia!!!!!

Está certo que comerciais com criancinhas rendem campanhas muito bem sucedidas. No final dos anos 90,  a Parmalat fez todo mundo ficar louco para colecionar bichinhos de pelúcia, os mamíferos da marca. E o comercial era fofo mesmo. A musiquinha uma gracinha: ” O elefante é fã de Parmalat. Trate seus bichinhos com amor e Parmalat”, dizia. Lembro que meu irmão caçula até tirou uma foto ( que minha mãe colocou em um quadro na sala, hehe) vestido de urso ou tigre, sei lá! Que lindinho! Muitos fotógrafos aproveitaram ( e com razão) a campanha para ganharem dinheiro. Lembro que eles iam de porta  em porta e ofereciam as fotos para mamães corujas ansiosas para verem seus pimpolhos em fantasias fofas!

Mas voltando ao comercial #joga pra mim da Sadia, três crianças conseguem me tirar do sério. Uma que fala: ” Eu não tava nem na barriga da mamãe quando o Brasil foi campeão”. E dai garota? Problema seu! Nós não temos culpa disto.  Tem um garotinho também que fica requebrando que nem lagartixa. #ódio!E e no final um garotinho ( lindinho, não tenho nada contra ele) completa a frase Joga Pra Mim, com ênfase no Pra Mimmmmmmmmmmmmmmm, gritando que nem um menino mimado que faz pirraça quando pede alguma coisa.

Fica parecendo aqueles meninos sem educação e pirracentos que não sabem pedir as coisas com educação. Que vontade de dar um beliscão nele viu mesmo em época de Lei da Palmada e dizer:

Oh garoto mal criado, não é assim que fala não. Tem que dizer: Por favor jogadores brasileiros, será que dá para vocês trazerem o caneco para nós, afinal somos crianças e ainda não vimos o Brasil ganhar uma Copa do Mundo? Obrigado.

Assim fica bem melhor né Sadia!

Para minha surpresa acho que o tal garoto foi censurado  porque na internet não achei o vídeo que mostra o menino em questão, achei uma versão muito mais comportada com outro garoto pedindo de forma educada. Acho que boicotaram o menino!

Esse filho do Marcelo viu... mimado igual ao pai.

Esse filho do Marcelo viu… mimado igual ao pai.

 

Abaixo uma versão  do vídeo da Sadia, com um final surpreendente e que em minha opinião merecia ganhar o Oscar da propaganda. 

Minha redenção: assisti Cidadão Kane…

Finalmente me redimi, assistindo Cidadão Kane! E não tenho vergonha nenhuma em admitir que apesar de dizer constantemente que adoro cinema ainda não tinha visto a chamada obra prima  de Welles. E tive que lutar contra o sono viu! Não, não é que o filme seja entediante não, eu que acordei cedo para preparar o café do maridão.

Mas vamos ao filme que afinal é o que interessa. Falar de Cidadão Kane e outros monstros sagrados  ( quem inventou este termo heim? ) é complicado. O filme dirigido e protagonizado por Orson Welles na década de 40 é até hoje referência quando se fala em cinema, sendo sempre citado nas listas dos melhores filmes de todos os tempos. Recentemente Hollywood o colocou em terceiro lugar entre os melhores da história, perdendo apenas para o Mágico de Oz e O Poderoso Chefão ( parte I). Então, este é o tipo de filme em que ao falar mal você corre o risco de receber muitos xingamentos de gente que entende de cinema e de gente que assim como eu, pensa que entende.

Mas eu não vou falar mal de Cidadão Kane não! É um bom filme, vale a pena ser visto. Mas eu pensei que depois de assistir, eu fosse ficar ruborizada de vergonha e pensar :” Como nunca vi este filme antes”? ” Que obra prima”! Mas isto não aconteceu e este filme não está na lista dos meus preferidos de todos os tempos. E você pode pensar: E daí? Quem é você para criticar um filme de Welles?

Acredito que a grande perguntar a se fazer a respeito de Kane é: Afinal ele é o herói ou o bandido: Herói ao dizer-se defensor dos fracos e oprimidos ou bandido ao torturar a própria esposa forçando-a a ser uma cantora de ópera mesmo sem ter talento apenas para impor sua vontade?

Não meus caros leitores, não farei isto, até mesmo porquê muitas pessoas já o fizeram e com muito mais propriedade do que esta jornalista que vos escreve. Devo dizer apenas que Cidadão Kane é bom, mas existem melhores.

Outros dia vi um comentário no blog do André Barcinski que se aplica bem ao que eu estou querendo dizer. O cara faz o que ele chama de churrasco de vacas sagradas, ou seja, fala mal de filmes considerados obras primas do cinema, dentre eles, 2001, uma Odisséia no Espaço, de Stanley Kubrick  classificado por ele como entediante ( não vou nem comentar porque só assisti uns dez minutos e dormi,acordei com meu marido me chamando e os créditos finais aparecendo na tela).

Mas eu não vou fazer churrasco de Cidadão Kane, jamais! Porém deixo algo para   pensar, partindo de uma pergunta/ provocação feita pelo próprio Barcinski em relação a filmes cultuados demais:

“Perguntar não ofende, certo? Então aí vai uma pergunta para quem diz que “2001” é um dos maiores filmes já feitos: você realmente viu o filme, ou leu em algum lugar que era grandioso e resolveu abraçar a causa? ”

E se você tem algum filme que queira fazer churrasquinho, não exite em me contar.

downloaddownload (1)

%d blogueiros gostam disto: