De Confissões de Adolescente a Malhação…

A novela adolescente Malhação é um dos produtos mais antigos da Rede Globo, sua estréia foi há quase 20 anos, em 1995. Devido a minha idade avançada, eu fiz parte da galera que acompanhou o nascimento da atração achando muito legal um programa feito para adolescentes parecido como os enlatados americanos que a gente já estava acostumado a ver.

No início, Malhação se passava em uma  academia de ginástica ( daí o nome!!!) e contava com um elenco formado por jovens e promissores atores juntamente com atores já consagrados. Aos poucos, a novelinha foi se transformando e a Malhação ficou só no nome, dando lugar a um colégio chamado Múltipla Escolha e aos poucos, atuar na novelinha passou a ser sinônimo de carinhas bonitas e pouco talento ou atores veteranos fracassados ou que estavam na geladeira global.

Tive a oportunidade de assistir a alguns capítulos da atual temporada e confesso que fiquei me perguntando onde esse povo louco encontra idéias tão idiotas para o roteiro? Obviamente, ou  não são adolescentes, ou não convivem com adolescentes ou deixaram de ser adolescentes há tanto tempo que perderam o jeito.

Sou da época de outra série Teen que fez bastante sucesso, Confissões de Adolescente, que passava na Cultura e era baseada na peça da Maria Mariana (adoro o nome dela). O legal da coisa era se identificar com os “dramas” vividos pelas protagonistas, em especial a Carol, vivida por uma Débora Secco bem novinha!

Colégio, primeira menstruação, primeiro beijo, primeira paixão, virgindade, gravidez na adolescência, essas coisas que todo adolescente pensa eram os temas do programa da Cultura. Os meninos e meninas de Malhação não estudam ( apesar de frequentarem um colégio), não pensam no vestibular, ficam noivos ( com dezesseis anos!), casam, são psicopatas, correm atrás de psicopatas,explodem coisas, lugares e se bobear pessoas.

Talvez o roteirista acredite que os adolescentes de hoje não ligam para esta história de primeiro beijo e prefiram mais uma curtida no Facebook ou um Selfie bem feito. Eu sinceramente também   não sei o que se passa na cabeça dessa geração  até mesmo porque minha adolescência se foi há um bocado de tempo. Mas posso dizer sem medo de errar que Malhação não me representaria caso ainda fosse adolescente.

Mas ao mesmo tempo consigo entender o desespero dos roteiristas em  ter que fazer um produto para uma geração que vive correndo e rápido demais! Fico imaginando as crianças de hoje  que  nem bem nascem e já tem seus rostos expostos na Linha do Tempo do Facebook  dos pais.

Sinceramente eu não sei se essa geração cresceu rápido demais ou se sou eu que estou ficando velha mesmo.

file2841342633872 1371493818mqv11 download download (1)

Anúncios

Sobre Uma Jornalista

Formada em Jornalismo pela PUC Minas em 2011.

Publicado em abril 28, 2014, em Uncategorized e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: