Arquivo mensal: janeiro 2014

O Poderoso Chefão

Li  em um box do filme O Poderoso Chefão que assistir aos dois primeiros filmes da série equivalia a um semestre da faculdade de cinema. Então eu não sou mais caloura, posso me considerar veterana.

O Poderoso Chefão é um daqueles filmes que se você ainda não assistiu não sabe o que é cinema de verdade meu amigo.  Francis Ford Coppola consegue reunir sobretudo nos dois primeiros filmes muita emoção, máfia, violência, inteligência, tudo aquilo que faz deste um dos maiores filmes da história com todo mérito do diretor que levou a saga da família Corleone escrita por Mario Puzzo para as telonas. De um lado a sangrenta máfia italiana, de outro o cotidiano de uma família com traições, violência doméstica e tantas situações que poderiam afligir qualquer pessoa.

No primeiro filme lançado em 1972 podemos ver um Al Pacino novinho, gato e charmosinho interpretando o filho que inicialmente parecia ser o mais frágil, mas que acabou se tornando o sucessor de Don Corleone. A cena  em Michael é chamado de padrinho e tem sua mão beijada exatamente como faziam com seu pai é uma das mais representativas do cinema, sem falar da música tema que com certeza virou toque de celular de muita gente.

No segundo filme lançado dois anos depois podemos ver a história de Don Vito Corleone contada em flasback. Como esquecer  Vito Corleone  interpretado pelo ícone Marlon Brando vingndoa a morte da mãe e do irmão? Quando  ele brinca com o neto pouco antes de morrer é comovente. São tantas cenas inesquecíveis que fica difícil escolher a melhor. Até o desenho Os Simpsons já fez menção ao filme. Aquela em que o genro de Don Corleone apanha do cunhado. tentei achar no You Tube, mas não deu…  Se alguém tiver e quiser me mandar, eu agradeço.

Então é isso! Assistam, assistam e assistam esta verdadeira aula de cinema!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Maldades adolescentes

Quem já frequentou ou frequenta o ensino médio sabe que a vida escolar pode ser  bem difícil, sobretudo quando não no enquadramos no perfil considerado ” normal” por uma sociedade cada dia mais padronizada.

Carrie- A estranha, a clássica história de  Stephen  King ganhou recentemente uma nova versão que eu não assisti e nem pretendo, já que me contento com o original estrelado por Sissy Spacek  na década de 70 e a cópia bem menos interessante feita no final da década de 90.

As  clássicas cenas das garotas malvadas atirando absorventes e depois tinta no dia da formatura da atormentada Carrie ficaram na memória cinematográfica de muita gente, inclusive a minha.
carrie-a-estranha-news-cinefiliax-3-300x199 download (3) Quando King escreveu a história, a palavra bullying não estava na moda e o pai do Facebook nem sonhava em nascer. Por isso as maldades adolescentes de antes talvez fossem menos arquitetadas e mais inocentes que as de hoje.

Sugiro que você assista as três versões e tire suas conclusões. E nada de sair praticando  maldades no colégio. Afinal, você nunca sabe o que pode acontecer.

Dancinhas cinematográficas

Muitos filmes repetem cenas que já viraram uma espécie de mania. Uma delas é a famosa cena da dança coletiva. Vou citar três produções que apostaram nesta técnica enche linguiça, mas que rende momentos até divertidos:

De repente 30-  Jennifer Garner e Mark Ruffalo  fazem a famosa coreografia de Thrille de Michael Jackson para animar a chatíssima festa da empresa.

Ela é Demais- Nesta comédia adolescente de 1999 é a vez do então galã da época Freddie Prinze Jr   e da atriz Rachael Leigh Cook dançarem ao som de  The Rockafeller Skank do  Fatboy Slim

Romy e Michele- Mira Sorvino e Lisa Kudrow protagonizam uma cena hilária ao fazerem a dancinha de Time after Time de Cyndi Lauper.

Então aproveitem para dar uma passada no You Tube e confiram!

images (2) download (2) images (1)

%d blogueiros gostam disto: