Arquivo mensal: junho 2013

O Iluminado

Olá pessoas lindas! Tudo bem com vocês? Protestando muito?

Ontem assisti mais uma vez um dos grandes clássicos do cinema: O Iluminado, do diretor Stanley Kubrick, que vocês amantes do cinema sabem foi o diretor de outro clássico, Laranja Mecânica.   O filme que estreou em 1980 é sem sombra de dúvidas um dos melhores filmes de terror/suspense de todos os tempos.

Jack Nicholson incorpora com perfeição o papel de um escritor ( Jack Torrance) que ao receber uma ótima proposta de emprego para ser zelador do hotel Overlook durante a baixa estação e acaba aos poucos ficando completamente louco. Aliás, a cara de Nicholson não engana, ele parece doido mesmo de verdade.Outro que rouba a cena é Danny Lloyd, o garotinho que interpreta o filho de Jack Torrance. Na época o menino tinha apenas 6 anos e sua atuação é impressionante. Na cena em que ele repete a palavra redrum ( murder de trás para frente, que é assassino em inglês) é de dar muito, muito medo.

Outra cena clássica e não menos assustadora é a das menininhas gêmeas no corredor perguntando para Danny se ele quer brincar com elas para sempre e sempre.

E como esquecer do amigo” imaginário” do garotinho a quem ele chama de Tony e que ele diz que mora na sua boca?Todas as vezes que Tony fala com Danny a voz do garoto muda de forma assustadora e ele mexe com o dedinho. Muito bom!

Com certeza O Iluminado vale muito, muito, muito a pena. Sempre!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Atenção escritores! Projeto Livro de Graça na Praça

Esta é para quem gosta de escrever e gostaria de dar o primeiro passo na carreira literária. O  Sistema Fecomércio MG, Sesc, Senac e Sindicatos lançaram o concurso literário que selecionará 3 contos inéditos para serem publicados na edição 2013 do Livro de Graça na Praça.  Além disso, os vencedores participarão do evento que será realizado no dia 22 de setembro na Praça Da Liberdade. Os interessados tem até o dia 30 de junho para enviar contos que não tenham sido publicados ou divulgados antes com o tema O começo e o fim.

Para a realização das inscrições, os interessados devem entregar o texto original e repassar os seus dados pessoais, na Biblioteca Central do Sesc, no Sesc Centro Cultural JK (rua Caetés, 603, Centro, BH). O horário de atendimento é das 8h30 às 18h. A outra opção para se inscrever, é enviar a documentação via correio, com data de postagem dentro do período de inscrição. As informações completas, regulamento do concurso e o resultado em 15 de julho, podem ser conferidos nos sites http://www.sescmg.com.br e http://www.mg.senac.br.

Boa sorte escritores!

Fonte: Site do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais

http://www.sjpmg.org.br

O que te faz feliz?

O que te faz feliz? O que te faz sorrir?? Conversando com uma amiga ontem, percebi que muitas vezes fazemos coisas que não queremos, que não nos fazem felizes apenas para manter uma imagem perante a sociedade. Deixamos nossos sonhos de lado porque aos olhos das pessoas são sonhos pequenos.

Todos os dias somos bombardeados com propagandas que tentam colocar em nossa cabeça que a felicidade é ter muito dinheiro, status, é ser o melhor naquilo que você faz sempre, estar sempre em primeiro lugar. Assim, estamos o tempo todo buscando algo que nem sequer sabemos se é isto mesmo que queremos.  Faça um faculdade que te dê prestígio, tenha ótimo salário, não importando se vai te fazer feliz.

Sempre ouço o programa do Max Gehringer  na CBN e o que mais aparece é gente que fez faculdade, pós graduação e outros cursos, e hoje está desempregado ou então empregado, porém infeliz.

Acredito que isto aconteça porque nós colocamos toda sua expectativa de vida em um emprego, em uma faculdade, em um relacionamento. E quando acontecem as frustrações, a gente não sabe lidar com isto porque achamos que essas coisas eram a chave da nossa felicidade. Eu posso garantir que não são. Não deposite sua felicidade em cosias, em pessoas,situações. Deposite sua felicidade em você mesmo.

Experimente fazer uma lista do que te deixa feliz e o que te deixa infeliz. Pegue uma folha de caderno e faça um risco no meio, colocando cada coisa de um lado .  Coloque tudo, tudo mesmo, desde as coisas mais simples até as mais complexas. Se beber café te deixa feliz, coloque. Se passar batoml te deixa feliz, escreva. Se as dívidas te deixam triste, anote, se seu time te deixa triste, coloque na lista. Eu tenho a impressão de que você vai se surpreender quando perceber que existem mais coisas te fazendo feliz do que infeliz. Foi o que aconteceu comigo.

Depois de fazer a lista, comece a fazer as coisas que te deixam feliz, simples assim. Claro que tem coisas que precisam de um planejamento maior, como por exemplo o fato de seu emprego atual te deixar infeliz. Aliás, este foi meu primeiro item. Não quer dizer que vou sair do meu emprego hoje e ficar em casa. Não, não é isto que eu estou sugerindo que você faça. Primeiro, as pequenas coisas, depois as grandes, as mais complicadas.

Experimente fazer isto esta semana. Faça coisas que te deixam feliz! Que te fazem sorrir. Você vai ver a diferença!

images

Os Sete Pecados do Facebook

Bom dia pessoas lindas! Aproveitando o domingão? Aproveitem o quanto podem porque ele acaba mais rápido do que o seu salário.

Hoje quero falar de pecado pegando um gancho no fato de ontem o SBT ter exibido o ótimo filme Seven. Eu não consegui assistir até o fim porque fui vencida pelo sono. Mas não vou falar do filme não e sim de um post que eu achei no blog Tu e a Internet. Não sei de quem esse blog é porque não tem muitas informações. Mas o post falava de um artigo chamado Protect yourself from the Seven Sins of Facebook, de autoria de Susan Krauss, que lista os sete pecados capitais do Facebook. Então, vamos lá. Clique nas galeria de fotos e confira.

Quem quiser saber mais, o blog dá até dicas para curar estes pecados. O link do blog é: http://tueainternet.blogspot.com.br/2012/02/os-sete-pecados-do-facebook.html

O artigo original está disponível em inglês em: http://www.psychologytoday.com/blog/fulfillment-any-age/201104/protect-yourself-the-seven-sins-facebook?page=2

Flashdance. Recordar é viver…

 

Cena final do filme Flashdance que virou Cult, mas vamos combinar, está mais para comédia, principalmente com o cara com gripe dando aquela fungada no nariz e dançando ao som de What a feeling. Não achei o vídeo em português ou legendado, mas dá para entender, rsrsrs. Ela pede desculpa por ter errado e pede para começar de novo.

Flashdance 30 anos!

Olá pessoas lindas, tudo na santa paz? Espero que sim. Hoje bem cedinho naquela sapiada básica na TV me aparece o filme Flashdance.  Parei para assistir, confesso que nunca havia assistido o filme completo  antes. E ao ler as informações para ficar mais inteirada, vi que este ano Flashdance completa 30 anos, isso mesmo, balsaquiou.

O filme dirigido por Adrian Lyne é protagonizado por Jennifer Beals, que interpreta uma garota  operária  que tem o sonho de ser bailarina. Apesar de nunca ter estudado dança, ela tem um talento e tanto. No meio da história, claro, ela se apaixona por um cara, que aliás é seu patrão, os dois brigam um pouquinho, se separam, voltam, aquelas coisas de sempre. Alex ( Jennifer)  chega a quebrar o vidro da casa do namorado em um ataque de raiva. Aconselho vocês  a fazerem o mesmo com seus amores caso eles encham a paciência. Mas depois claro, os dois voltam as boas. E Alex consegue realizar seu grande sonho de passar em um teste de dança.

O filme  ganhou o Oscar de melhor canção em 1984 com Flashdance… What a feeling, música composta por Giorgio Moroder. Muita gente com certeza já cantou mesmo que em um inglês sem vergonha o refrão da música:

What a feeling
Bein’s believing
I can have it all, now
I’m dancing for my life.
Take your passion
And make it happen!

Traduzindo:

Que sentimento
Ser é acreditar
Eu não posso ter tudo, agora
Estou dançando pela minha vida
Leve sua paixão
E faça ela acontecer!
É isso aí! Faça acontecer. E faço minhas as palavras de incentivo do namorado de Alex para que ela não desista dos seus sonhos: ” Quando você desiste do seu sonho, você morre! Vamos a luta galera! No meu caso, escrevendo para a vida!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Silverchair

Um show do Silverchair com a múisica  Anthem for the year 2000.

 

Hino para o ano 2000… treze anos depois.

Revirando meu baú musical encontro a banda Silverchair, que não é tão velha assim, mas também não é tão nova. Os garotos australianos  fizeram bastante sucesso no finalzinho da década de 90, já chegando no ano 2000.Daniel Johns, Chris Joannou e Ben Gillies formavam uma banda de meninos,  só que de Rock alternativo. Nada de dancinhas e musiquinhas melosas como seus contemporâneos Backstreet Boys. As letras do Silverchair eram bem ácidas, sobretudo porque o compositor Daniel Johns sofria de artrite, depressão e anorexia nervosa. Esta situação refletia nas melodias tristes e outras vezes revoltadas da banda. Apesar de acha-lo meio estranho, eu amava o Daniel e sempre ficava ligada no DISQ MTV para ver se o Silverchair estava lá. O DISQ era um programa apresentado pela Sabrina Parlatore que mostrava os 10 clips mais pedidos do dia. Era minha parada obrigatória da tarde, ficava na torcida pelo Daniel e Cia.

Uma das músicas mais famosas do Silverchair  é Anthem For The Year 2000 ( Hino ao ano 2000). Quem já era grandinho naquela época lembra a euforia que foi a chegada dos anos 2000. O medo de o mundo acabar com o começo de um novo século, o Bug do Milênio que previa uma pane geral nos computadores do mundo. Mas nada disso aconteceu e eu convido vocês para lerem a tradução da música e ver se o hino de Daniel faz sentido.

Nós somos os jovens
que jogaremos seu fascismo fora
Nós somos jovens,
deixe suas desculpas pra depois
Nós somos jovens
e os políticos se acham os certos
Nós somos os jovens
que estamos batendo na porta do inferno

Nunca pensei estar vivendo em um mundo
de mentes que se acham tão certas
Nunca pensei estar vivendo em um mundo
com mentes tão pequenas
Nunca pensei estar vivendo em um mundo
que é uma corte aberta
Talvez não queiramos viver em um mundo
onde a inocência é tão pouca

Vamos mudar isso para você
no ano 2000 com…

Nunca pensei estar vivendo em um mundo
de mentes que se acham tão certas
Nunca pensei estar vivendo em um mundo
com mentes tão pequenas
Nunca pensei estar vivendo em um mundo
que é uma corte aberta
Talvez não queiramos viver em um mundo
onde a inocência é tão pouca

 

Vamos mudar isso para você
no ano 2000
Construir isso pra você
no ano 2000
Vamos mudar isso para você
no ano 2000
Construir isso pra você
no ano 2000

 

Nunca pensei estar vivendo em um mundo
de mentes que se acham tão certas
Nunca pensei estar vivendo em um mundo
com mentes tão pequenas
Nunca pensei estar vivendo em um mundo
que é uma corte aberta
Talvez não queiramos viver em um mundo
onde ligam para tudo.

 

Vamos mudar isso para você
no ano 2000
Construir isso pra você
no ano 2000
Tornar isso difícil pra você
no ano 2000
Construir isso pra você
no ano 2000
Tornar isso difícil pra você
no ano 2000
Construir isso pra você
no ano 2000

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

 

O amor é inspirador

Olá pessoa lindas, tudo bem com vocês? E o dia dos namorados? Ganharam muitos presentes, fizeram muitas declarações via Facebook? Ou será que vocês choraram amargamente por não ter uma companhia neste dia? Se esta foi sua opção eu digo a você: Levante esta cabeça e pare de chorar meu bem!!! Use o dinheiro que você economizou para ir ao cinema ou então comprar um box maravilhoso de filmes que você adora!

Mas apesar de saber que nem todas as pessoas curtem o dia dos namorados, eu não poderia deixar esta data passar totalmente em brancas nuvens mesmo que seja com um dia de atraso. Então, resolvi fazer um post com algumas cenas lindas, românticas e claro, cafonas do cinema. Cafona sim porque não existe nada mais cafona que o amor. Então, aproveitem! É só clicar nas imagens!

Carol X Aninha

Assistindo ao quadro  Dança dos Famosos no Domingão do Faustão, uma dançarina me  chamou atenção, a modelo Ana Beatriz Barros ( conferir). Ela tem um rosto lindo, parece uma Barbie, alta, magra, aliás magérrima daquelas sem um grama de gordura no corpo. O mundo da moda considera que essas mulheres são perfeitas.  Modelos trabalham essencialmente com imagem e devem estar acostumadas a ouvir muitos elogios.

A  tal Ana Beatriz dançando é uma excelente modelo. Muito desengonçada, como ela própria já havia falado. Sem ginga nenhuma, parecia um pedaço de pau dançando.  O parceiro e professor até tentou ajudar , mas foi em vão. Deu dó, foi constrangedor. Ela recebeu a maioria dos votos para ir para a repescagem do programa, ou seja, ter uma nova chance e quem sabe dançar melhor.

Uma das juradas  disse que Beatriz era ótima desfilando, deixando implícito ou talvez explícito que a menina deve mesmo é ficar nas passarelas. O que me deixou intrigada foi que a mesma jurada deu um conselho para Ana Beatriz:  “Acredite mais em você!”

Fiquei pensando que alguém que trabalha com imagem, alguém tão linda, que desfila lingerie da Victórias Secrets  pode  não ser  auto confiante. Fico pensando em nós, pobres mortais com nossas celulites, estrias, gordurinhas localizadas. Aliás, uma das  das concorrentes do dança dos famosos, a atriz Carol  Protásio ( a empregada engraçada Janaína de Avenida Brasil) que é bem gordinha, deu um show de simpatia e remelecho deixando Aninha no chinelo.

Vamos nos cobrar menos então, vamos ser felizes sem neuras. Afinal, depois de ver uma modelo internacional ser chamada de insegura, eu me sinto linda para encarar as passarelas, ou melhor, as ruas da cidade.

Carol X Aninha

 

 

%d blogueiros gostam disto: