Diploma de Jornalista: Um bem necessário!

 

Fui buscar meu diploma quase um ano depois de formada. E infelizmente até aqui não precisei dele. Mas isso não o torna menos importante e nem menos especial para mim. Pelo contrário, ele é fruto de mais de 4 anos de muita luta, dedicação e lágrimas também. Me perdoem pelo sentimentalismo, mas é a mais pura verdade. E todas as vezes que me perguntarem se jornalista precisa de diploma para exercer a profissão, eu não pensarei duas vezes em responder em alto e bom som: SIM!!!!!!!!!!!

Não consigo entender como uma pessoa que passou no mínimo 4 anos em uma faculdade pense o contrário. É inaceitável a ideia de que para exercer a profissão de jornalista não precisamos de diploma. Afinal, médicos, engenheiros, professores, bailarinas, todos precisam de diploma. Porque com jornalistas seria diferente?

Acredito que a não valorização do diploma de jornalista parte da falsa afirmativa de que qualquer um pode escrever um texto e publicá-lo onde quiser. Escrever de fato qualquer um que conheça o alfabeto pode, mas escrever bem, com coesão, não é para todos não. É um dom que é aperfeiçoado na faculdade, depois de muito treino e muita prática. Mas infelizmente no Brasil, quem escreve bem não é tão valorizado como quem resolve uma fórmula matemática por exemplo. Na escola, é considerado crânio quem tira 10 em física, mas quem faz uma redação perfeita é um aluno comum. Os professores em geral não valorizam os bons escritores. E isso se mantém mais tarde. Basta observar o salário e as ofertas de emprego de um engenheiro recém formado e de um jornalista na mesma situação.

Muitas empresas de comunicação também não ajudam a valorizar o profissional da área de comunicação que estudou anos para exercer a profissão. Atualmente é muito comum modelos bonitas, ex jogadores de futebol e outros atletas substituírem jornalistas profissionais no comando de programas de televisão. Recentemente a Rede Globo contratou o ex jogador de vôlei Tande para apresentar o Esporte Espetacular. O cara não é formado em jornalismo e apareceu cuspindo um chiclete em uma transmissão ao vivo.

Não tenho nada contra ex atletas ou modelos bonitonas apresentarem programas esportivos, telejornais ou atuarem como repórteres. Mas se querem fazê-lo, que paguem o preço.Que se assentem nos bancos de uma faculdade por no mínimo 4 anos, que façam estágios, que conquistem seu diploma .  Do contrário, deixem o lugar para quem é de direito: nós, os jornalistas profissionais!

 

 

 

Anúncios

Sobre Uma Jornalista

Formada em Jornalismo pela PUC Minas em 2011.

Publicado em janeiro 17, 2013, em Uncategorized e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: