O Diário de Bridget Jones e as minhas infelicidades diárias

O Diário de Bridget Jones ( Bridget Jones’s Diary, EUA, 2001) está no topo dos meus filmes preferidos. Não por ser um grande clássico do cinema, com interpretações memoráveis que ganhariam um Oscar. Não é nada disso. Gosto do filme porque muitas vezes identifico atitudes minhas e de qualquer outra mulher na pessoa da grande heroína Bridget. Reneé Zelweger (Renée Kathleen Zellweger (Katy, 25 de abril de 1969) interpreta uma mulher de 30 e poucos anos que quer simplesmente ser feliz no amor, ter sucesso profissional e ainda estar jovem, magra e bonita. Só isso minha gente. Vale a pena assistir e dar boas risadas com as trapalhadas da pseudo jornalista gordinha e atrapalhada. E para não perder a tradição, a continuação do filme ( Bridget Jones- No limite da Razão) não é tão bom quanto o primeiro. E tem também o livro, que eu já li,claro.
Essa semana eu escrevi pouco aqui. Uma sinusite maléfica tomou conta do meu nariz e da minha cabeça! Dores, dores, dores. A semana também promete! Não quero nem pensar! Será mesmo Agosto, o mês do desgosto?

Anúncios

Sobre Uma Jornalista

Formada em Jornalismo pela PUC Minas em 2011.

Publicado em julho 31, 2011, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: